sexta-feira, Março 27, 2009

Folhado de peru com azeitonas e mozarela

Na quinta tivemos a companhia de um amigo para jantar. A última vez que tinhamos estado juntos foi há 1 ano e nessa altura contei-lhe o meu interesse pela cozinha. No entanto acho que não fui muito convincente, pois dei-lhe frango grelhado. Desta vez resolvi redimir-me e dar-lhe algo um pouco melhor.


Este folhado foi inspirado numa receita de Leonor Sousa e aqui têm as minhas alterações:

Ingredientes:
400 g de bifes de peru
1 queijo mozarela
pasta de azeitonas
massa folhada
sal e pimenta a gosto
Martini

Bate-se os bifes com um martelo de cozinha e de seguida tempera-se com sal e pimenta. Numa bancada coloca-se papel de alumínio e distribuí-se os bifes até formarem um rectângulo. Barra-se os bifes com pasta de azeitonas e coloca-se fatias finas de mozarela por cima desta Enrolam-se os bifes com a ajuda do papel de alumínio. Rega-se a carne com azeite. Coloca-se uma frigideira ao lume e assim que esta estiver quente põe-se o rolo embrulhado com o papel de alumínio (poderá parecer estranho mas é mesmo assim). Após 20 minutos, em lume brando, retira-se o papel de alumínio. Deixa-se arrefecer a carne num recipiente à parte. Mantêm-se o suco da carne na frigideira.
Liga-se o forno a 220 graus. Coloca-se papel vegetal numa travessa e embrulha-se o rolo em massa folhada. Faz-se uns golpes em cima e vai ao forno até a massa folhada estar pronta. Aquece-se a frigideira com o suco da carne e junta-se um pouco de Martini. Quando se serve rega-se a carne e o acompanhamento com a mistura do suco e do Martini.

Acompanhei este rolo com risotto de uvas. Penso que serviu para me redimir.

quinta-feira, Março 26, 2009

Panacota de coco

A panacota caracteriza-se por ser um creme cozido que tem um pouco da textura do pudim. Esta sobremesa tem origem italiana mas pelo que me apercebi a zona concreta é um pouco incerta, tendo lido que provinha tanto das regiões de Piemonte e Lombardia ou da cidade Val D´Aosta. Enquanto procurava informações sobre a origem da panacota, descobri que a história da cozinha italiana tem mais de 2000 anos. Uma coisa que já me tinha apercebido, é que cada região tem a sua cozinha e produtos característicos e esta diversidade apareceu após a queda do império romano.


Resolvi fazer esta panacota, pois já algum tempo que andava a ansiar por uma panacota de coco a acompanhar com tiras de folhado de açúcar, canela e geleia de framboesa (não perguntem porquê). Assim, aqui vai a receita:

Ingredientes:
1 lata de leite de coco (400 ml)
50 g de açúcar
300 ml de leite
4 folhas de gelatina


Coloca-se numa panela o leite de coco, o açúcar e 200 ml de leite. Põe-se a aquecer, sem deixar ferver, com lume baixo e mexendo sempre. Retira-se do lume e deixa-se repousar, tapado, durante 1 hora.
À parte, aquece-se 100 ml de leite e dissolve-se as 4 folhas de gelatina. Junta-se ao preparado anterior. Coloca-se em forminhas (eu prefiro sempre as de silicone).



Coloca-se no frigorífico durante 3 horas ou até a panacota ficar consistente. Para acompanhar, fiz umas tiras de folhado com açúcar e canela e coloquei geleia de framboesa. No entanto poderão acompanhar com chocolate picante ou um molho de fruta (morangos, frutos silvestres...). Com esta receita fiz 17 panacotas.

sábado, Março 21, 2009

Doce Pimenta

Assim resolvi criar o meu blogue. Achei que doce pimenta seria o que o descreveria melhor, pois são duas combinações que adoro fazer nos pratos. O nome surgiu da raiz latina das palavras doce e pimenta, pois as nossas raízes sempre terão uma grande influência nos sabores que combinamos.
Assim aqui está : além de receitas poderão encontrar curiosidades do mundo da culinária.

Espero que se divirtam a lê-lo como eu me vou divertir a escrevê-lo.

beijinhos