domingo, Maio 17, 2009

Cestos de queijo com camarão


Estes cestos de queijo foram uma experiência inventada na própria hora.
Há uns dias, fomos jantar a casa de uns amigos e fiquei encarregue de fazer a entrada. O meu amigo ligou-me a dizer que estava a fazer compras e que eu tinha de decidir o que queria fazer para a entrada. Em minutos tive que inventar uma receita e dar-lhe a lista do que precisava. Mas isto não foi o mais complicado. Já me tinham dito como se faziam cestos de queijo mas sem grandes pormenores, e então, munida dos utensílios dos meus amigos e ocupando a sua cozinha lá resolvi experimentar.

Ingredientes:
500 g de queijo emmental
rúcula
azeite
camarão médio
sal
oregãos e salsa


Coloca-se uma frigideira ao lume até aquecer. De seguida polvilha-se a base da frigideira com o queijo ralado de forma a ter uma camada uniforme. Deixa-se ao lume e só se retira o queijo da frigideira quando este, estiver a formar uma camada mais dura. Tira-se o queijo e coloca-se em cima de um copo virado. Para fazer peso e dar forma, põe-se uma tigela em cima do copo. Passado um tempo o queijo está rijo e retira-se do copo.
Após os cestos estarem feitos, coloca-se azeite numa frigideira com o camarão, oregãos e salsa. Tempera-se a gosto. Lava-se a rúcula, tempera-se e coloca-se uma camada nos cestos de queijo. Por cima põem-se os camarões quando estiverem fritos. Abre-se um tomate cereja e coloca-se na cesta.
A quantidade de cestos vai variar com a quantidade de queijo que se colocar na frigideira. Se for muito, poderão tornar-se um pouco enjoativos, porém se for pouco os cestos tornar-se-ão mais frágeis. Posteriormente, também experimentei com queijo de São Jorge picante, o que resultou bastante bem, porém é um queijo muito mais gordoroso.

domingo, Maio 03, 2009

Tarte de frango com queijo de cabra

Recentemente comprei o Manual Prático de Pastelaria de Catherine Atkinson. Gostei bastante do livro, especialmente após ter feito uma massa quebrada em 15 minutos e o resultado ter sido bastante positivo. Já me tinham comentado que a Pastelaria é como uma ciência, existem certos truques que quando descurados o resultado poderá ser desastroso.
Segundo Catherine Atkinson, a pastelaria era já confeccionada no século V antes de Cristo. Tanto os gregos como os romanos usavam azeite em vez de manteiga, o que impossibilitava de trabalharem a massa como o fazemos actualmente. Inicialmente faziam massa com farinha e água e esta servia simplesmente como uma caixa de modo a não se perderem os sucos da comida. Após a confecção, a massa, era partida e deitada fora.

Após ter folheado todo o livro, surgiu-me esta receita de uma tarte de frango com massa quebrada temperada com pimenta. Aqui vai:


Ingredientes:
225 g de farinha de trigo
sal
115 g de manteiga fria
45 ml de água fria
pimenta preta em grão
2 dentes de alho
2 peitos de peru
vinho branco
3 ovos
salsa picada
150 g de azeitonas pretas descaroçadas
1 queijo de cabra (tipo Palhais)
1 pacote de natas

Peneira-se a farinha com o sal para dentro de uma tigela. Corta-se a manteiga fria aos cubos e envolve-se na farinha. Amassa-se até ficar com aspecto de miolo de pão esfarelado. Rega-se a mistura uniformemente com a água fria e mistura-se tudo com um garfo. Os ingredientes devem apenas ficar envolvidos. Nesta fase, coloca-se pimenta moída. Amassa-se a mistura, com a mão, até ficar macia. Envolve-se a massa em película aderente e leva-se ao frigorífico durante 30 minutos.
Cortam-se os dentes de alho em pedaços pequenos e os peitos de frango em cubos. Numa frigideira adiciona-se azeite e quando este tiver quente colocam-se os alhos. De seguida coloca-se o frango e tempera-se com sal a gosto e junta-se a azeitonas. Após um tempo a refugar coloca-se vinho branco. Quando o frango estiver pronto junta-se salsa picada.
Estende-se a massa numa bancada fria e coloca-se nas forminhas (pode-se fazer uma tarte grande se se preferir).
Numa tigela junta-se o queijo de cabra cortado em cubos finos, 3 ovos, 1 pacote de natas e a mistura do frango. Coloca-se esta mistura nas forminhas e vai ao forno a 200ºC até a massa e o recheio estarem dourados.
Com esta receita fiz 10 tartes
.