domingo, Maio 30, 2010

Bolo de chocolate com decorações de chocolate picante

Um Natal, os tios juntaram-se e resolveram dar o mesmo livro a todos os sobrinhos. O livro escolhido foi "Na Roça com os Tachos" de João Carlos Silva. Por coincidência tínhamos estado em São Tomé nesse ano e o livro serviu para recordar o que provámos. A partir desse Natal este bolo de chocolate tornou-se uma presença constante cá em casa. Desta vez resolvi acompanhar com decorações de chocolate picante. Aqui vai, com algumas alterações:


Ingredientes:
200 g de chocolate de culinária
200 g de açúcar amarelo
200 g de farinha sem fermento
4 ovos
200 g de manteiga (por vezes, faço com manteiga de soja, mas com manteiga normal fica indubitavelmente melhor)


Derrete-se o chocolate com a manteiga. Bate-se os ovos com o açúcar usando as varas de metal. Junta-se a mistura de chocolate à mistura de ovos e mexe-se. Depois junta-se a farinha peneirada. Bate-se sempre com as varas. Coloca-se a mistura numa forma untada com manteiga e farinha e vai ao forno pré-aquecido a 200 graus. Retira-se do forno antes do bolo estar completamente cozido, pois tem de ficar húmido por dentro.

Decorações de chocolate picante...



Ingredientes:
100 g de chocolate de culinária
1 colher de café de piri-piri
1/2 colher de café de baunilha

Derrete-se o chocolate com o piri-piri e a essência de baunilha. Deixa-se arrefecer um pouco e coloca-se num saco de pasteleiro e depois é só criar em cima de um papel vegetal. Deixa-se arrefecer e coloca-se no bolo depois de frio.

segunda-feira, Maio 24, 2010

Amuse bouche de salmão

Gosto muito do conceito do amuse bouche. O amuse bouche não é uma entrada, é simplesmente um estímulo ao paladar para o preparar para a refeição. Um dia resolvi fazer um jantar e achei que teria de ter um amuse bouche. Assim surgiu o salmão, puré de maçã e cenoura e telha de queijo.

Ingredientes:
1 filete de salmão fresco
3 cenouras
2 maçãs
queijo mozarella
sal e pimenta q.b.
oregãos

Colocam-se 6 pedaços (5 g cada) de queijo num tabuleiro forrado com papel vegetal ou tapete de silicone (ou silipat). Tempera-se com sal e pimenta moída na hora e vai ao forno até ficar com um aspecto tostado. Tempera-se o filete de salmão com sal e cobre-se um dos lados com os oregãos. Vai a cozer a vapor durante 5 minutos. Com uma centrifugadora, faz-se sumo com as cenouras e maçãs descascadas aproveitando a polpa.
Corta-se o salmão em quadrados de 2 cm e coloca-se na colher para servir. Por cima do salmão coloca-se a telha de queijo e termina-se com uma bola de polpa de cenoura e maçã.


E já está. O paladar fica, então, estimulado para a refeição que vem a seguir...

domingo, Maio 16, 2010

Um monte de crepes

Um domingo a arrumar a casa que terminou com um monte de crepes para consolar a barriga :)
Para mim fazer crepes era sempre um mito: achava que nunca conseguiria fazer uma boa massa e que o virar o crepe na frigideira seria um desastre completo. A verdade é que quando cozinho já espalho bastante as coisas, inclusive a sujidade (está provado que é genético... e que deve ser uma característica dominante na minha família). Só de pensar em virar os crepes para o ar começava a imaginar o desastre a acontecer. Porém um dia achei que tinha que vencer esse medo e lá os ataquei na frigideira. A receita que utilizei foi do Jamie Olivier e devo confessar que a primeira vez que vi a receita fiquei muito céptica, pois achei que era muito simples. Mas na verdade a receita é perfeita. O truque é usar a mesma caneca para a farinha e para o leite. Aqui vai:


Ingredientes:
1 ovo
1 caneca de farinha (com ou sem fermento)
1 caneca de leite
1 pitada de sal (acrescentado à receita)

Numa tigela grande coloca-se o ovo e uma medida igual de farinha e de leite. Bate-se tudo com varas de metal. Vai ao frigorífico 15 minutos.
Aquece-se a frigideira e pincela-se com manteiga já derretida ou óleo. Se utilizar o óleo retire o excesso na frigideira com um papel absorvente. Com a ajuda de uma concha coloca-se a massa na frigideira e ao mesmo tempo inclina-se a frigideira para os vários lados de forma à massa ficar distribuída homogeneamente. Com uma espátula levantar uma ponta do crepe e com a ajuda dos dedos (e rapidamente) virar o crepe. Por norma, o primeiro crepe sai sempre uma desgraça, mas não se pode desanimar... :)
Pode-se acompanhar com doce ou salgado, mas eu continuo a preferir com chocolate. Este monte de crepes foi feito com a receita a dobrar.

quinta-feira, Maio 13, 2010

Muffins de cenoura e kiwi

Desde que comprámos uma centrifugadora para fazer sumos naturais, tenho desperdiçado bastante polpa. Desta vez achei que a deveria aproveitar. Assim nasceram estes muffins (nasceram e foram comidos). Aqui vai a receita:



Ingredientes:
250 g de farinha com fermento
160 g de farinha sem fermento
100 g de açúcar em pó
80 g de manteiga
65 g de mel
3 ovos
320 g de polpa de cenoura e kiwi (corresponde à polpa de 8 cenouras e 4 kiwis)
2 iogurtes naturais
3 colheres de café de fermento

Peneira-se as farinhas e o fermento para uma tigela grande. Junta-se o açúcar em pó. Derrete-se a manteiga com o mel numa panela e bate-se os ovos com uma vara, numa tigela à parte. Na tigela com a mistura das farinhas abre-se um buraco no meio. No buraco deita-se os iogurtes, a polpa de cenoura e kiwi e os ovos. Mistura-se tudo com uma colher até ficar homogénea.
Coloca-se em formas de muffins até prefazer 3/4. Coloca-se as formas no forno pré-aquecido a 200 graus até ficarem prontos.
Esta receita deu para 24 muffins. São bastantes bons para comer com um chá ou mesmo para acompanhar com queijos.

terça-feira, Maio 04, 2010

Strudel de Beringela

O Strudel de Beringela é uma sobremesa um pouco diferente. Muito boa para quem não gosta de doces muito doces. Mais uma vez, como utilizo a cozinha para satisfazer as minhas curiosidades, vi esta receita e achei que tinha de experimentar. Esta receita foi tirada do livro Cozinho e Ofereço de Paola Loaldi da Editora Everest. Aqui vai... com algumas alterações à receita original:


Ingredientes:
1 rolo de massa folhada fresca
1 beringela pequena
80 g de frutos secos (amêndoas, nozes, avelãs... também usei passas e não usem amendoins)
100 g de açúcar
1 ovo
1 limão
1 pitada de canela
2 colheres de sopa de compota de alperce
3 bolachas digestivas

Corta-se a beringela em pedaços pequenos e numa tigela mistura-se a beringela, com os frutos secos picados, o açúcar, o ovo, a casca de limão ralada e a canela. Amassa-se bem todos os ingredientes. Estende-se a massa folhada e cobre-se a massa com a compota de alperces. Polvilha-se com as bolachas esmagadas e coloca-se a mistura de beringela. Enrola-se a massa de forma a prender as extremidades. Vai ao forno a 200 graus até ficar pronto.